A CBTG


A Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha (CBTG) – entidade fundada com o objetivo principal de congregar as diversas Federações de Tradições Gaúchas já existentes em vários estados brasileiros, pois gaúchos do Rio Grande do Sul foram migrando e, na medida em que se iam estabelecendo em outras querências, levando a saudade do pago, iam plantando as sementes do Tradicionalismo Gaúcho em solo brasileiro. Foram fundando CTGs, DTGs, Piquetes de Laçadores, sempre com a mesma motivação e o mesmo objetivo daqueles jovens que, em outros tempos, saíram do interior do RS para estudar na Capital. Só que, agora, haviam saído do seu Estado natal para se estabelecer em outros estados. Diversas entidades tradicionalistas em um mesmo estado, deram ensejo à criação de MTGs e Federações e, assim, surgiram:

1975 – MTG-PR;
1985 – MTG-SC e FPTG;
1996 – MTG-SP;
1990 – MTG-MS;
1991 – FTG-PC (Goiás, M Gerais, oeste da Bahia e DF);
1993 – MTG-MT;
1994 – UTGN ( RN, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Bahia, Maranhão, Alagoas, Ceará e Esp. Santo)
2000 – UTG-RJ.

Com um grande número de entidades espalhadas pelo Brasil, número esse sempre crescendo, foi sentida a necessidade de, como já foi dito, uma entidade que as congregasse, surgindo, então, esta Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha, que veio dar às entidades já formadas um cunho de uniformidade no cultivo da tradição gaúcha, ao mesmo tempo, respeitando as características de cada estado.

A CBTG foi fundada em 24 de maio de 1987, durante Congresso Tradicionalista realizado em Ponta Grossa, Paraná, tendo como filiados os MTGs do RS, SC, PR e FPTG, portanto representantes de 4 estados. As outras federações filiaram-se posteriormente. Hoje a CBTG tem 21 estados filiados.

Constituída a Diretoria, o primeiro Presidente da CBTG foi Jacob Momm Filho, de SC, em caráter interino. Seguiram-se: Nei Zardo, José Theodoro Bellaguarda de Menezes, do RS, Rubens Luiz Sartori, do PR, João Francisco Rodrigues de Andrade, do RS, João Joarez Ribeiro Esmério, de SC, Edson Otto, do RS e, atualmente, Celso Souza Soares, também do RS. Os mandatos de Presidente são exercidos pelo período de 2 anos.

Mais informações no sítio da CBTG: http://www.cbtg.com.br